sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Atendimento personalizado: via e-mail, skype, telefone e WhatsApp.

/ /







Atendo pessoas que ainda não conseguem ter um relacionamento duradouro, ainda não encontraram o parceiro de suas vidas.



Pessoas que estão num relacionamento conflituoso. Algumas me procuram já decididas pela separação e outras decididas a salvar seu relacionamento. Vejo pessoas desistindo da separação quando antes já estavam decididas por ela, e pessoas que optam por uma separação quando esta alternativa ainda não lhes parecia tão clara.



Pessoas que ainda estão ligadas ao sofrimento daquele momento ou ao ex-parceiro e por isso não conseguem levar a vida adiante.



Pessoas que querem reconquistar o (a) ex.




Para todos os casos, meus clientes compreendem que a vida vale a pena ser vivida em sua mais profunda intensidade. Que momentos simples e singelos são tão significativos quanto datas especiais, e que vale a pena investirmos nos nossos relacionamentos. Casais felizes fazem uma sociedade melhor.



Andreia Fargnoli: Especializada em relacionamentos.



Atendimentos  via e-mail, telefone e Skype e agora WhatsApp   para todos os países. 

Clientes de outros países: Transferências podem ser feitas por  Western Union.

Consulte valores no:

dicasderelacionamento@hotmail.com

Andreia Fargnoli




Participe da nossa página no Facebook: clique aqui


quarta-feira, 22 de outubro de 2014

5 Dicas de Sexo Que Você Não Encontra nos Manuais

/ /



De nada adianta você ser a mulher mais bonita do mundo se, na hora de tirar a roupa, pedir pra apagar a luz. De nada adianta você ser o cara mais gato da balada se, em vez de chegar na menina, mandar o seu amigo passar recadinho de que você está interessado naquela do cabelo cacheado. Em ambos os casos, o que falta é só uma coisa: atitude. E atitude é essencial em todos os setores da vida: no trabalho, na relação com amigos e com a família, na hora de defender os seus ideais, no modo se vestir. E no sexo não haveria de ser diferente: se for pra transar com alguém sem atitude, a gente prefere a boa e velha masturbação.
Por isso, para ajudá-lo a não perder oportunidades por causa da falta de atitude, a Rapidinha de hoje traz algumas dicas de sexo que você não encontrará em nenhum manual. Porque dominar a posição do sapo cururu do avesso ou saber fazer um anal giratório é bacana, mas nada disso adiantará se lhe faltar a tão estimada atitude.

1. Explore e permita-se ser explorado.

Se for pra fazer sexo sem entrega, a gente prefere preencher uma revistinha de palavras cruzadas. Entregar-se é se abrir – literalmente – ao parceiro. É não se contentar em pegar no pau dele, é saber que ela sente prazer em muitas outras regiões do corpo que não necessariamente sejam os peitos e a buceta. Mais do que isso: é se deixar ser tocado, sem frescurinhas de “aí não pode” ou “o homem que permite qualquer tipo de contato com o seu cu é gay”. Esqueça as convenções sociais e permita-se dar e sentir prazer, independente da forma escolhida para chegar lá.

2. Expresse-se

Na terra de onde eu venho, os homens têm duas bolas, mas, infelizmente, nenhuma delas é de cristal. Por isso, se não estiver gostando daquele tipo de estímulo, fale. Se já sabe qual é o caminho certeiro pra que você chegue lá, conduza o seu parceiro. Se está extremamente excitado(a) com aquele toque ou com os movimentos que ele(a) faz com a língua, demonstre: não disfarce a respiração ofegante, não segure um gemidinho. O ministério da saúde adverte: autorrepressão causa câncer.

3. Seja intenso

Se você está na cama com alguém, é porque quis chegar lá – se não for, pare tudo e disque 190. Por isso, demonstre toda essa vontade. Pegue com firmeza. Abrace até os corpos se colarem. Beije na boca com intensidade – poucas coisas no mundo são tão excitantes quanto um beijo na boca bem dado. Aja como se amanhã não fosse haver outra oportunidade – afinal, o parceiro tem toda a liberdade de se levantar e ir embora quando quiser. Então, faça-o acreditar que você quer ficar. E que quer que ele também fique.

4. Seja sem vergonha

Nada de pensar em como as suas amigas reagiriam se soubessem que você topou um anal no primeiro encontro. Nem de encafifar com o que os seus amigos vão falar quando descobrirem que você já provou um fio-terra. Deixe os julgamentos pra lá e não tenha vergonha de nada do que acontece entre quatro paredes – como já falamos diversas vezes, se a sua calcinha está no chão, é lá que a sua vergonha deve ficar. Esqueça as estrias, as gordurinhas e as celulites. Se o outro está lá, é porque quis. Então, use o poder de excitar ao seu favor: faça contato visual, fale sacanagens, provoque. Não deixe a vergonha matar o instinto animal que existe aí dentro de você.

5. Enquanto estiver fazendo sexo, pense em sexo

Qual o sentido de estar na cama com alguém enquanto o seu pensamento está nas contas que você tem que pagar no começo da semana? Lembre-se de que todo mundo, primeiramente, goza pela mente. Por isso, abasteça a sua de sacanagens. Observe o parceiro, preste atenção em como ele é excitante, em como ele está excitado. Transe de corpo, cabeça e alma. O problema das contas a pagar você deixa pra resolver no banco.


O que o casal deve fazer para uma boa relação

/ /
ATENÇÃO > Estar emocionalmente atento ao outro. Sempre escutar o que o parceiro tem a dizer e sentir-se ouvido.
INFLUÊNCIA > Responder às necessidades do outro e a seus pedidos de atenção, conversa e conexão. Ter a capacidade de afetar emocionalmente o parceiro.
CONCILIAMENTO > Fazer com que ambos influenciem a relação e possam tomar todas as atitudes juntas, buscando um comum acordo. 
RESPEITO > Possuir uma consideração positiva pelo outro e enxergá-lo como admirável e merecedor, estimulando uma relação colaborativa e atenciosa.
INDIVIDUALIDADE > Manter uma personalidade própria. Conseguir ser você mesmo, com limites que refletem seus valores pessoais.
STATUS > Dar espaço para que ambos tenham direito de expressar suas necessidades e objetivos para o relacionamento.
VULNERABILIDADE > Estar disposto a admitir fraquezas, incertezas e enganos.
JUSTIÇA > Dividir deveres e responsabilidades de maneira que apoie o bem-estar individual e coletivo do parceiro.
REPARO > Esforçar-se conscientemente para esfriar as discussões e acalmar o outro, fazendo pausas e pedindo desculpas.
BEM-ESTAR > Promover sempre o bem-estar físico, emocional e financeiro do companheiro.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Como esquecer um grande amor!

/ /

Se existisse uma fórmula mágica, o dono já estaria rico. Essa é uma daquelas questões difíceis de serem respondidas de forma prática. Mas existem alguns conselhos e ditos que sempre podem acabar ajudando:
1. Um amor só se esquece com outro amor
Não acredito que precisa ser outro amor, até porque nao se acha “amor” assim, a venda por ai… pode demorar muito tempo. Como diz uma amiga minha, “nada como uma nova distração”. Concordo totalmente com ela. Ajuda a esquecer, ou seria melhor dizer parar de pensar, o grande amor se temos um novo “enrosco”, uma paquera, um telefone que pode tocar a qualquer momento. Assim que se permitir ter uma nova “distração”, sua vida começara a ficar mais agitada.. o que significa, menos tempo para perder pensando no ex!
2. Crie uma história com o lado negativo
Ao invés de ficar pensando o tempo todo sobre as coisas boas e os momentos agradáveis, por um tempo pelo menos junte os pontos negativos do seu(sua) ex. Alguns exemplo, ele era ciumento, não me deixava sair sozinha; ele iria acabar atrapalhando meu crescimento profissional; apesar de amá-lo muito nossa química na cama não era das melhores; eu quero ser mãe e ele nem pode ver crianças… enfim, ache fatos no seu relacionamento que te ajudem a entender que você está melhor sem ele(a). Afinal, mesmo os grandes amores podem não ser os melhores para nós.
3. Se desfaça das lembranças
Um jeito MUITO doloroso de reduzir a dor e que ajuda a esquecer um pouco mais um grande amor é destruir tudo que te lembre esse relacionamento. Sim, parece agressivo, mas vai me dizer que você nao fica olhando para aquelas fotos juntos, ou abraçando aquele ursinho de pelúcia ou até ouvindo milhares de vezes as musicas de vocês. Desse jeito fica impossível esquecer um grande amor… portanto ligue para uma amiga e peça a ajuda que você precisa para queimar as fotos e cartas, dar todos os presentes e limpar o seu quarto. Sem coisas que te deixem presa(o) ao passado fica mais fácil começar a encarar o presente.
4. Deixe de ser amiga(o) dele(a) no Orkut, facebook etc
Para que sofrer entrando no Orkut dele(a) a cada hora para saber quem escreveu para ele(a), se tem alguma foto nova, para saber onde ele(a) está, se está feliz e sobrevivendo sem você, enquanto você se mata de chorar e tomar sorvete? Nesses momentos internet é um péssimo aliado. Portanto, crie coragem e delete ele(a) da sua roda de amigos. Mas nada de usar a senha de uma amiga para continuar fuxicando na página dele(a), hein?
5. Mesmo ambiente
Se vocês trabalham, estudam, moram no mesmo local todas as etapas anteriores complicam bastante. É muito importante se desligar dele(a) das maneiras descritas acima, mas também mudar alguns comportamentos no ambiente em comum. Se no trabalho tente almoçar em locais diferentes e não tomar cafezinhos na mesma hora que ele. Na escola, não sente atrás dele(a) porque sua vontade será encará-lo(a) durante toda a aula. O melhor é sentar na frente pois a distração diminui. Tente conversar com pessoas novas no intervalo e não ir para o mesmo local que ele(a).

A convivência no mesmo ambiente torna a atividade de esquecer um grande amor muito mais difícil, e nessa hora a “distração”, é uma grande aliada!


portal.namoroonline

Agradecimento aos leitores

/ /



Já alcançamos mais de 6 milhões e 400 mil  de acessos este mês, e claro, eu não poderia deixar de vir aqui agradecer a todos(as) vocês. Pessoas anônimas, amigas, parentes que à anos acompanham meu trabalho e minha dedicação. 
A participação e os conselhos de alguém que esteja fora dos nossos problemas e comprometida, verdadeiramente, com a nossa felicidade é sempre de grande ajuda, podendo ser o nosso remédio.Marque sua consulta particular online no dicasderelacionamento@hotmail.com. Clientes seguidores da página tem desconto.



Déia Fargnoli

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Mulheres poderosas na cama.

/ /
Livro mostra como vencer a bondade tóxica, aprender a dizer não e se envolver em relacionamentos duradouros.  De Elizabeth Hilts.



- Seja você, acima de tudo: a mulher poderosa é aquela que nunca esquece quem é, nem quais são suas vontades. Então nada de se “reinventar toda vez que está com um homem novo”. Você pode até fazer concessões, mas nunca tentar se transformar numa outra pessoa.

- Saiba o que você realmente está disposta a fazer por amor: mudar de cidade ou ter mais filhos fazem parte dos seus planos? Se não, deixe bem claro os seus limites e não force a barra para se adequar aos desejos do parceiro.

- Pare de pensar no que os outros estão achando de você: tudo bem que todos nós somos curiosos o suficiente para querer saber o tipo de impressão que causamos, certo? Mas gastar muita energia com isso é um enorme passo para abusar da “bondade tóxica”. “Não foi fácil. Toda a vez que eu começava a imaginar o que outra pessoa estaria achando de mim, eu me forçava a pensar no que eu estava achando de mim mesma”, ensina Elizabeth.

- Não vá para cama por impulso: não aguenta mais a solteirice.Cuidado, nesse momento você está apta a tomar qualquer medida drástica para acabar com essa situação. Mas antes de sair da balada com qualquer um, pense: “quero tomar café da manhã com esse homem?”. Pense bem, não é à toa que o ditado “antes só do que mal acompanhada” não perde sua força jamais.

- “O príncipe encantado não virá porque está ocupado demais cuidando da vida dele”: solteira, casada, viúva, não importa: a vida é sua e de mais ninguém. Não coloque em terceiros as soluções para os seus problemas, nem responsabilize-os por construir o caminho para sua felicidade. “Pense no seu futuro. Não se iluda imaginando que alguém vai pagar uma aposentadoria complementar para você”, diz Elizabeth. Você é a única responsável por si mesma na vida adulta.

- Caras errados não servem para emergências: aquele cara que você não tem nenhum entusiasmo para tomar um chope ou ir ao cinema deve, claro, ser tratado com gentileza. Mas não deve nunca ser colocado numa eventual lista de “stand by”. Se ele não serve para o momento X, dificilmente servirá para o momento Y. Portanto, não se iluda, nem iluda o coitado.

- Jamais finja um orgasmo: a mulher poderosa não faz isso, independentemente do que aconteça. “Isso é um total desperdício de energia”, diz Elizabeth, “especialmente se você sempre desejou ter um de verdade”.

- Brigue na hora certa: por mais poderosa que você seja e por mais maravilhoso que seja um relacionamento, em algum momento vai haver uma briga. O que você não pode é querer incluir nesse momento as pequenas coisas que vinham te incomodando desde a última discussão. “A mulher poderosa requer que você fale sobre essas coisas assim que elas acontecerem”. Ou seja, nada de preguiça! Não junte motivos para conseguir uma briga maior.

- Não banque a detetive: mulher poderosa não precisa bisbilhotar email, celular ou facebook do namorado/marido. É claro que a curiosidade é algo intrínseco ao ser humano do sexo feminino, mas o resultado desse ato pode ser doloroso demais. Melhor não, ok?

- Não esqueça as amizades: nenhuma relação amorosa substitui uma relação de amizade. Portanto, mesmo que você se sinta uma mulher completa ao lado do parceiro, nunca deixe os amigos de lado. “Marcar (e manter) compromissos com os amigos é tão importante quanto um plano de sucesso na carreira ou nos negócios”, diz Elizabeth.



Postagens relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Siga meu Facebook